• Taura Serviços

Tipos de impostos sobre produtos

Você conhece os tipos de impostos sobre produtos? São quatro, e é fundamental conhecê-los, bem como suas particularidades, para não fazer nada contra a legislação. Vamos lá?





O ICMS, Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, é o imposto que mais incide tributos sobre produtos, geralmente.


Por esse motivo, é um dos tributos mais arrecadados em nosso país, e também porque deve ser recolhido a cada circulação de mercadoria.


O ICMS é um tributo estadual, e ele incide tanto sobre pessoas físicas quanto pessoas jurídicas.


Como citamos, é um dos impostos que mais incidem. Para você ter uma noção, as alíquotas podem variar de 12% a 25% sobre o valor da base de cálculo apurada. O que vai decidir é o produto em questão e também o Estado em que a mercadoria vai circular, pois cada Estado tem suas regras próprias para o recolhimento de ICMS.


IPI


O IPI, Imposto sobre Produtos Industrializados, é mais um tributo que incide sobre produtos, porém, nem sempre é cobrado. Isso porque ele incide somente sobre as notas de produtos relacionadas à industrialização, como seu próprio nome diz.


Sendo assim, o IPI, um imposto federal, somente será recolhido caso haja alguma mudança na natureza do produto em questão, seja no seu funcionamento, no acabamento, na apresentação ou na finalidade. Se não houver mudanças após a fabricação, o imposto não será cobrado.


O IPI geralmente é um tributo pago por importadores, por comerciantes de produtos e por pessoas que adquirem produtos abandonados ou em leilões. Sua alíquota varia bastante conforme o produto, mas há uma tabela no site da Receita Federal que pode ajudar o contribuinte a fazer o cálculo.


PIS


O PIS, Programa de Integração Social, é um tributo federal que visa financiar o pagamento do abono salarial e do seguro-desemprego.


Sua alíquota é fixa, de 1,65% do faturamento bruto mensal (Lucro Real) e de 0,65% no Lucro Presumido.


COFINS


Para fechar, temos o COFINS, que é a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social sobre vendas. Seu objetivo é financiar a previdência social, a saúde e a assistência social dos trabalhadores brasileiros, e esse é um tributo federal que incide sobre o faturamento mensal das empresas.


A alíquota do COFINS varia dependendo da receita. É de 7,6% em cima do faturamento bruto mensal de empresas no Lucro Real, e de 3% do faturamento bruto mensal no Lucro Presumido.


Como saber tudo de impostos sobre produtos


Aqui, você aprendeu um pouco sobre os impostos sobre produtos. Porém, há muito mais para saber sobre eles. Como saber tudo de impostos sobre produtos?


Bom, é importante estar por dentro dos impostos que a sua empresa recolhe, mas você não precisa saber tudo sobre eles. Afinal, não é o seu foco de atuação! Você é um empreendedor, um proprietário de comércio ou indústria, então precisa se especializar no seu segmento.


Pelo contrário, o contador é a pessoa que sabe tudo de impostos sobre produtos, e muito mais. Se você contratar um contador competente, que estudou e continua estudando sobre a sua área, você não vai ter incômodos nesse quesito.


É por esse motivo que, mais uma vez, recomendamos que você contrate um contador para a sua empresa, mesmo que a contratação não seja obrigatória. Afinal, não é gasto, é investimento, pois significa tranquilidade para você.


Ao contratar um contador, ele fará toda a parte burocrática da sua empresa, e você poderá concentrar seus esforços em outros quesitos, como aplicar estratégias de marketing digital, fazer cursos de vendas, estreitar o relacionamento com clientes, e assim por diante. Deixe os tributos para quem realmente entende do assunto!


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo